adriana-brunstein.jpg

Adriana Brunstein

Escritora e roteirista, é PhD em Física por formação. Ganhou um HQMIX de melhor roteiro nacional pelo Prontuário 666 – Os Anos de Cárceres de Zé do Caixão (2008). Autora do romance Estado Fundamental, pela Panelinha Books (2002) e do livro de contos Pancho Villa não sabia esconder cavalos, pela Laranja Original (2017).

Pela GÊNIO EDITORIAL, participou da coletânea Quando falávamos do desejo e outros sentimentos menores.

aspas.png

Uma imensa trilha de veias ia de seus pés até aquele amontoado de pelos que tomavam sua virilha. Eu tinha vontade de acariciá-los, de saber como eles preencheriam os pequenos vãos entre meus dedos. Pareciam avermelhados de tinta e tinham forma de molas de rádio, aquelas do buraco das pilhas que ela mesma havia me ensinado que tinha lado positivo e negativo e que poderia me confundir se não prestasse atenção e aí nada de música ou notícia do mundo lá fora.