claudia-campolina.jpg

Cláudia Campolina

Poeta, roteirista e atriz, nascida em Minas, trabalhou na TV, teatro e cinema. Durante a quarentena escreveu, dirigiu e atuou no curta Melhor do que ficar obsoleta. Atualmente, trabalha com dois roteiros para cinema e um para uma série.


Pela GÊNIO EDITORIAL, participou da coletânea Das coisas que perdemos quando você desistiu.

aspas.png

Cá para mim, Roberta era apaixonada pelo meu pai. Beata que só, nada poderia ser mais tesudo e platônico do que amar um homem durão, solitário, que ajudava crianças carentes e que nunca devia ter olhado para os seus seios no lugar do seu rosto.