edson-valente.jpg

Edson Valente

É autor dos livros A mãe escondida (Romance - Patuá, 2019), Lençóis em leitos coletivos (Poesia - Patuá, 2018), Raiz forte (Contos - Patuá, 2015), Pow-emas e Outros Jabs Líricos (Poemas - Pátua, 2014) e Refluxos (Contos - Ateliê Editorial, 2010). É jornalista e cinéfilo admirador de Aleksandr Sokurov e Wong Kar-wai, corinthiano, não vive sem canções desesperadas.

Pela GÊNIO EDITORIAL, participou da coletânea Quando falávamos do desejo e outros sentimentos menores.

aspas.png

As preliminares de fato foram confusas. Demos risada, falamos da agência, fizemos piada com a decoração e com a banheira de hidro (elas existiam mesmo!) – “Devem ter gozado muito aí dentro, você quer entrar?”, ela disse. O próprio namorado dela já devia ter gozado ali, e isso me perturbou consideravelmente. Eu nunca o tinha visto, mas por alguns instantes ele se materializou por completo na borda iluminada da Jacuzzi, recebendo das mãos compridas dela carinho que ela nunca havia me dado. Entre eu e ela era tudo somente sexo e amizade, como cantava a Bethânia, e eu não estava nada feliz.