juliana-otoni.jpg

Juliana Otoni

É servidora pública e mãe da Nina. Publicou em 2018 o livro Guardar o vão (edição independente).


Pela GÊNIO EDITORIAL, participou da coletânea Das coisas que perdemos quando você desistiu.

aspas.png

Lembro que combinamos de não contar à sua avó. Ela colocava numa oração diferente, mais curta e desinteressada, já no finzinho do rosário, os filhos e netos divorciados. Na reza rala iam fazendo companhia um ao outro seu tio mais novo e sua tia mais velha, os outros casais desfeitos depois dos dois viviam longe, então puderam contar com a invisibilidade da distância e a ausência justificada nos almoços de domingo para não precisarem mentir.