natalia-timerman.jpg

Natalia Timerman

Médica psiquiatra pela Unifesp, mestra em psicologia e doutoranda em literatura pela USP. É autora de Desterros: histórias de um hospitalprisão (Elefante, 2017), acerca de seu trabalho no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, e da coletânea de contos Rachaduras (Quelônio, 2019), finalista do 62º Prêmio Jabuti (2020). Fez a pós-graduação em Formação de Escritores do Instituto Vera Cruz.

Pela GÊNIO EDITORIAL, participou da coletânea Das coisas que perdemos quando você desistiu.

aspas.png

Eu me irritava com ela quando essas coisas aconteciam. Culpava-me terrivelmente por isso, mas não podia evitar. Eu sabia que ela não conseguia, mas, a cada vez, percebia uma corrente de raiva subindo das minhas entranhas até à garganta, e gritava, mãe, não é assim, não faz isso, você não sabe? Não, ela não sabia, ela sabia cada vez menos, mas minha irritação era como algum tipo de esperança, eu me dizendo que ela podia mais do que o que de fato podia, eu querendo que ela de algum jeito continuasse cuidando de mim.